Younger (1a e 2a Temporadas): Uma Série Chick Flick

Younger (1a e 2a Temporadas): Uma Série Chick Flick

Tenho que dizer que só dei uma chance para esta série porque a maioria das notícias e críticas mencionavam a ligação com Sex And The City: o mesmo criador, a mesma figurinista (e até o mesmo pôster! rs)

MV5BMjA2MDA2MDM0Ml5BMl5BanBnXkFtZTgwOTY1NDI2NzE@._V1_SX694_CR0,0,694,999_AL_
Imagem via IMDB

Younger conta a história de Liza (Sutton Foster), que após 20 anos sendo dona-de-casa, esposa e mãe em tempo integral, decide se divorciar. Por necessidade e por vontade de retomar a carreira, Liza tenta encontrar um emprego de assistente em diversas editoras. Mas ninguém tem interesse em empregar uma quarentona sem experiência de trabalho. E enquanto afoga essas mágoas num bar, Liza percebe que poderia se passar por uma jovem de 20 e tantos anos; e decide embarcar nessa farsa para conseguir o almejado emprego no mundo editorial.

Essa premissa parece bem limitada à primeira vista. E as vezes o dilema de continuar a mentir sobre a idade ou contar a verdade pode ficar repetitivo. Mas acho que, apesar disso, a série consegue ser leve e engraçada, principalmente quando explora as diferenças entre gerações; e consegue também retratar diferentes tipos de mulheres de uma maneira interessante e atual. As interações entre os personagens e as situações cômicas que se desenrolam conseguem fazer a série evoluir bem nas 2 primeiras temporadas. Embora eu acredite que a 3a temporada irá precisar de uma grande guinada para manter a série viva.

Eu recomendo esta série para quem gosta de Sex And The City e de filmes (e livros) do gênero Chick Flick, como por exemplo: O Diário de Bridget Jones (2001), De Repente 30 (2004), O Diabo Veste Prada (2006), e Os Delírios de Consumo de Becky Bloom (2009), entre outros.

Quem mais já assistiu Younger? Eu confesso que tenho 30 anos e me identifico mais com a Liza 4.0 do que com a Liza 2.6. Rs! E você? Tem vontade de reviver alguma época da sua vida e aproveitá-la de um jeito diferente?